Ulisses Lima

[…] Encontrando assim, e buscando até hoje a minha identidade. As fotos de gente das ruas da Bahia, e da Capoeira que pratico a três décadas, passaram a fazer parte de meus clicks, é aquela luta deu falar de mim e do meu povo, ao invés de esperar que alguém o faça com a história e vivência que só eu tive.